[Leitura] It Ends With Us - Collen Hoover

Leave a Comment
It Ends With UsAutora: Collen Hoover
Livro único
Editora: Ainda não lançado no Brasil
Ano: 2016
Páginas: 386
Avaliação: 5/5 ♥

Lily nunca teve uma vida fácil, mas isso nunca a impediu de trabalhar duro para atingir os seus objetivos. Ela percorreu um longo caminho desde a pequena cidade no Maine, onde ela cresceu. Ela se formou na faculdade, mudou-se para Boston e começou seu próprio negócio. Então, quando ela sente uma faísca por um lindo neurocirurgião chamado Ryle Kincaid, tudo na vida de Lily, de repente, parece quase bom demais para ser verdade.
Ryle é assertivo, teimoso, talvez até um pouco arrogante. Ele também é sensível, brilhante e tem um fraco por Lily. E a maneira como ele fica com roupa cirúrgica não é nada mal. Lily não consegue tirá-lo da cabeça. Mas a aversão completa de Ryle a relacionamento é preocupante. Mesmo quando Lily se torna a exceção a sua regra de namoro, ela não consegue deixar de divagar sobre o motivo que fez Ryle ser como é.
A medida que perguntas sobre o seu novo relacionamento invadem a sua mente, pensamentos acerca de Atlas Corrigan — seu primeiro amor e uma conexão com o passado que ela deixou para trás — também passam a dominá-la. Ele era sua alma gêmea, seu protetor. Quando Atlas de repente, reaparece, tudo o que Lily construiu com Ryle está ameaçado.
Eu tenho muito a falar desse livro,  tenho tanto que nem consigo organizar minhas ideias. Mas por mais que o meu desejo seja gritar para você todos os motivos, pormenores e pormaiores sinto que não tenho esse direito. Este é um daqueles que você tem que mergulhar às cegas.

Mesmo assim estou explodindo e tentarei revelar o mínimo possível, prometo.

Sempre me perguntei como seria se eu falasse tudo que eu penso. Mostrar quem realmente sou, nunca segurar uma opinião ou um conselho. Será que alguém gostaria de mim? Será que as pessoas gostam mesmo de quem somos? Sem máscaras? Ou gostam apenas daquilo que agente deixa passar para elas?

Sabe aqueles demônios que você guarda? Aquele sentimento egoísta que você se engana e finge que nunca teve? E se chegar um momento em pode liberar tudo, essa seria a liberdade? Alguém é realmente livre? Somos todos presos dentro de um padrão pré-definido.

Seja educada.
Goste da comida.
Diga que ela está ótima.
Responda que o ama.
Diga o que agrade.
Ame todos, todos os dias, sempre.
Seja perfeita. Se mostre perfeita.
E se não?

E se liberarmos nossas verdades nuas? Me perdoem, mas liberarei algumas das minhas durante o texto.

Logo na dedicatória da Collen fiquei chocada. Em alguns momentos eu não sabia o quanto era Lilly, o quanto era Collen, me assustei com a veracidade das páginas, somente uma pessoa que realmente passou por aquilo tem propriedade suficiente para falar daquela maneira, me senti aliviada por sentir aquilo pela primeira vez. Alívio egoísta, primeira verdade.

Lily, aqui está a segunda verdade. Me identifiquei com ela em tantos níveis, fui ela naqueles momentos, senti tudo que ela sentiu e ainda desejei vergonhosamente que ela fosse mais pecadora do que realmente foi.

Me envergonho em afirmar que não sei o que faria diferente do que ela fez.
Me orgulho em afirmar que não sei o que faria diferente do que ela fez.

Em um momento inusitado seu caminho cruza com o Ryle,  é ai que as verdades de ambos aparecem. Toda sua arrogância vem de modo tão cru e natural que ninguém se importa, ele acaba tirando o melhor de Lily, até mesmo nas verdades mais cruéis, invejei ter uma relação assim. Terceira verdade.

Atlas. Você nem precisou aparecer fisicamente para me fazer apaixonar por você. Ryle é intenso mas você para mim não pode NUNCA ser comparado. Me fez desejar que todo mundo fosse para o quinto dos infernos com seus problemas, porque a única coisa que me interessava quando você estava em cena era você. Quarta verdade.

É muito louco quando você tem uma puta confiança na autora, mesmo já tendo um final perfeito na sua cabeça você relaxa, porque sabe que independente do que for acontecer ela vai dar seu jeito, ela vai te convencer, vai fazer de uma maneira que você entenda o ponto de vista. Mas mesmo essa confiança fica à prova quando faltam 30 páginas e você ainda não está segura, não vai dar tempo, não vai dar tempo, não vai dar tem........O QUEEEEEEEEEEE?

Mais ou menos isso. E quando o livro termina tem mais uma surpresa no final que te faz respeitar muito mais essa história incrível.

Por favor leiam, se esse livro não mudar seu mundo não tem problema porque ele já mudou o meu. Quinta e não última verdade.

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.