Leitura 07# - Esposa 22 - Melanie Gideon






Titulo: Esposa 22
Titulo Original: Wife 22
Autora: Melanie Gideon
Editora: Intriseca
Ano de Publicação: 2012
Classificação: 4/5

Sempre me perguntei se o que vivemos, o que estamos vivendo no momento ou nossas experiências de um modo geral, interferem na nossa avaliação sobre um livro, com esse livro eu tive certeza que sim. É logico que assuntos novos são sempre bem vindos e podemos absorver de um modo muito positivo, mas nesse livro eu pude me ver na protagonista e foi uma delicia.


Alice esta nos seus 40 e poucos anos, vivendo em um momento morno do seu casamento de 20 anos e com um emprego mediano de meio período em uma escola publica. Seus filhos estão iniciando a adolescência, a filha mais velha ela praticamente já "perdeu", e o mais novo é o único companheiro dentro de casa.


Ela sente que sua vida esta um tédio, até que um dia ela abre sua caixa de e-mail. Na pasta de Spam tem um  do Centro Netherfield dizendo que ela foi selecionada para participar de uma pesquisa sobre o casamento do século XXI. Na hora esse e-mil passa para caixa de entrada e ela aceita o desafio.


Então ela se torna e Esposa 22 (para manter a privacidade e os dados pessoais de quem participa da pesquisa) e começa a se comunicar com o Pesquisador 101. No decorrer do livro ele vai enviando as perguntas. Para nós leitores só aparecem as respostas, mas a maioria da para matar logo de cara quais são as questões. E lá pela metade do livro eu percebi que as perguntas estavam la nas ultimas páginas, mas abafa....Eu adorava tentar adivinhar quais eram as peguntas para aquelas respostas na maioria das vezes muito divertidas.


Com o tempo agente vai entendo o que aconteceu com essa família, como ela e seu marido Willian se conheceram e se apaixonaram, e vamos descobrindo junto com Alice como o tempo e o cotidiano podem deixar um relacionamento tão quente em um tipico "piloto automático".


Apesar da protagonista ser praticamente 20 anos mais velha que eu, pude me identificar bastante com ela. Os flashbacks da gravidez, dos filhos pequenos e inicio de casamento que é bem o momento em que estou passando. 



Outro ponto bem legal é que o livro é cheio de troca de e-mails divertidos entre ela e o Pesquisador 101, tem muitas entradas no Facebook, algumas no Twitter. O que por um lado deixa o livro bem dinâmico pode talvez ficar meio ultrapassado daqui a alguns anos. Mas penso também que fosse ICQ, bate-papos do Uol ou Messenger ficaria igualmente divertido só ia mudar a plataforma.


Não sei dizer se esse livro é para todas as idades e gêneros, posso estar errada, é logico que o mais variado tipo de pessoa pode se divertir com a leitura, mas não sei se realmente vão "enxergar" esse ponto de vista da Alice.

Leitura 06# - Ultimo Sacrifício - Richelle Mead

Leave a Comment







Título: Ultimo Sacrifício
Autora: Richelle Mead
Editora: Agir
Classificação: 3/5


 Esse livro me deixou com uma sensação muito estranha. Eu fiquei dividida entre o que eu gostaria que acontecesse e o que deveria acontecer. 

Essa resenha contem SPOILERS dos livros anteriores...

Primeiramente eu não esperava que o Dimitri fosse curado já em Laços de Espirito, fiquei muito surpresa quando isso aconteceu porque achava  que a cura mesmo ia ser dada aos 40 min do segundo tempo, ou seja, lá pelo final de Ultimo Sacrifício. Quando ela ocorreu, eu fiquei pensando: "tá e agora o que ela vai inventar para o próximo livro??"

Bom o que ela inventou foi que nesse livro  Rose e sua "equipe" tentam uma forma de livra-la das acusações em que se meteu no livro passado. Não bastasse isso, ela descobre que pode ajudar sua melhor amiga Lissa indo atrás de uma pista que mostra que talvez ela não seja a última Dragomir.

Basicamente eles se dividem em dois grupos, Rose e Dimitri acabam saindo da corte e mais tarde se juntam a alquimista Sydney entre outros no decorrer do caminho. E  Lissa, Adrian, Chistian, Abe, Eddie e Mikhail ficam na corte, tentando descobrir quem é o real assassino e livrar a pele da Rose.

Eu fiquei um pouco decepcionada com a relação entre Rose e Dimitri. A todo momento vinha alguém e estragava o clima dos dois, as coisas entre eles acontecem muito devagar, eles vão reconstruindo a relação MUITO aos poucos. Se você como eu, achava que tudo ia ser lindo e maravilhoso, não se engane, a coisa aqui vai a passos de tartaruga. Mas depois de um tempo eu entendi aquilo, realmente não podia ser tudo tão rápido ia ficar meio forçado. Dimitri fez muitas coisas erradas princialmente com Rose e a culpa o atormenta. Mas imaginei que ia ser alguma coisa mais épica, sei lá...

O final de Rose com Adrian foi real, não teve muitas coisas mirabolantes, nem borboletas lindas voando no céu. Teve bate boca, barraco, bem a cara dos dois mesmo.

Achei que ficaram umas pontas soltas muito importantes, não entendi porque a autora colocou na história se não desenvolveu depois, como os "conservadores". Na minha opinião eles deveriam ter aparecido em algum livro anterior e terem tido um final mais digno. Me simpatizei bastante com essa "tribo" de vamps!
O grande assassino foi meio estranho para mim, me surpreendeu um pouco, e acho que a autora só escolheu essa pessoa para surpreender mesmo, teve suas explicações mas não me convenceu totalmente não.

É lógico que eu recomendo esse livro, se você já leu os cinco é óbvio que tem que ler esse. Sempre recomendo essa série para quem gosta de vampiros. A minha dica é que você não leia esse livro pensando que vai ser uma nova lua de mel entre Rose e Dimitri, as cenas "românticas" são poucas e curtas, achei que ele fechou bem a série, mas a frustração me dominou quase o livro inteiro. 

Como a maioria já deve saber , o primeiro livro dessa série O Beijo das Sombras virou filme e vai estrear esse ano dia 14 de Fevereiro nos EUA, sem previsão no Brasil. Eu estou morrendo de medo desse filme, achei meio tosco esse trailer, nunca que essa era a Rose da minha cabeça, o Dimitri eu preciso de menos esforço para acreditar, mesmo assim não me convenceu muito. Segue o trailer aqui em baixo:


Leitura 05# - The Vincent Boys - Abbi Glines

Leave a Comment
The Vincent Boys






Titulo: The Vincet Boys
Autora: Abby Glines
Editora: Não foi publicado no Brasil
Avaliação: 3/5

Sempre ouvi falar muito desse livro, nunca tinha lido nada da Abbi Glinnes, achei a capa e a sinopse divertida e resolvi ler. Toda a trama se mostrou simplória demais, ela é um clichê puro e não foge em momento nenhum disso. Mas.....sempre tem um "mas"...hehehhehe, um dos protagonistas me conquistou tanto que a leitura valeu a pena.

Somos apresentados aos primos Beau e Sawyer que têm como amiga de infância a Ash. Quando eles crescem e se tornam adolescentes Ash começa a namorar Sawyer e a amizade entre ela e Beau praticamente se extingue. Até que um dia Sayer vai acampar com sua família. Ash e Beau se aproximam e a antiga amizade vai se tornando uma paixão avassaladora.

O Sawyer é o certinho do triangulo, ele é o namorado perfeito, o aluno prefeito, o esportista perfeito. Para mim ele não fede nem cheira, em alguns momentos a unica coisa que sentia sobre ele é pena por ser tão enganado, mas em outros eu pensava : "mas voce tá pedindo né meu bem?".

A Ash ela não é nem metade da garota que ela pensa que é, a todo momento ela se afirmava uma pessoa que faz e acontece, mas na hora do vamos ver mesmo ela se encolhia completamente. Ela é descrita como uma menina moleca, sem muitas frescuras, e cheia de atitude, mas tudo isso foi só teoria mesmo, na prática teve muitos momentos que até uma pessoa totalmente sem atitude imagino que reagiria.



Beau é o esteriótipo de bad boy, e mesmo que agente se esqueça a Ash nos lembra a cada pagina, mas na minha opinião ele salvou o livro, ele sim faz e acontece, não tem vergonha de ser quem é, do que faz e nem de quem ama.Ele diz o que pensa, vai atras do que quer, vai direto ao ponto. Se não fosse por ele acho que teria desistido do livro, e só por ele que acabei dando nota 3. Serio ele sim é perfeito.

O livro é super simples, eu indicaria para aquele momento em que você acabou de ler um livro bem dramático, ou um em que te deixou muito frustrada no quesito romance, porque aqui rola bastante e de uma forma muito fluida e rápida.

Leitura 04# - Louca Por Você - M. Leighton

Louca por Você





Titúlo: Louca por Você (Bad Boys 1#)
Autora: M. Leighton
Editora: Record
Avaliação: 3/5 



O livro nos conta a história de Liv (Olivia), uma garota que foi abandonada pela mãe e que se esforça para poder pagar a faculdade de contabilidade e poder cuidar de seu pai quando se formar.Por ter um orçamento bem apertado, ela não tem condições de morar sozinha, então vai dividir o apê com sua prima linda-rica-maravilhosa e megera, Marissa.

Seu histórico de garotos não é dos melhores, se envolveu apenas com bad boys que partiram seu coração.

Certo dia em um momento um pouco inusitado ela acaba conhecendo Cash, a atração física entre eles soltam faíscas no ar. Mais tarde acaba encontrando Marissa com ele, e na verdade descobre que não realmente ele, mas sim Nash seu irmão gêmeo. Nash é tudo que ela precisava em um cara, ele é certinho, é estagiário em um dos melhores escritórios de advocacia de Atlanta, aquele cara que passa segurança em todos os aspectos.



Eu não sou a maior fã de triangulo amoroso, sempre fico odiando a garota por ficar se biscateando para dois caras, e sempre detesto algum dos dois.Mas neste livro a autora te confunde tanto, eu fiquei praticamente o livro todo apaixonada pelos dois. Foi me dando uma agonia, quando ela estva com Cash eu pensava :"ahh mas tem que ser ele", quando ela estava com Nash "ahhh não, é o Nash que ela tem que escolher"....kkkkkkkk.... sério essa autora confundiu meus miolos.


Algumas coisas me incomodaram. Primeiro que a Olivia é MUITO maravilhosa e irresistível para o meu gosto, sério, todos os homens que vêem ela já ficam babando. Mas para mim esse ainda não é o problema maior,porque realmente existem mulheres que deixam a maioria dos homens de queixo caído.O pior é que ela tem Síndrome da Bella(Crepusculo) "eu sou tão sem graça e desengonçada"...aff ninguém merece. Mas na grande maioria das vezes ela é bem engraçada, e tem umas tiradas boas.
Outra coisa foram os personagens secundários, eles são pouco elaborados, entendo que a autora quis dar ênfase mesmo é nos pombinhos, mas achei meio sem noção uma garota que se diz tão super preocupada com o pai ir visitá-lo umas duas vezes.


Olha tem muito sexo nesse livro, não recomendaria para menores de 18, como coisa que só acima dessa idade é que uma pessoa sabe/faz sexo,kkkkkkkk. Mas é sério, e diferente de muitos Jovens Adultos que estão saindo por ai, o negocio não esfria depois que rola a primeira vez não, a parada se mantém pegando fogo mesmo.

O livro é bem leve, li rapidinho em um dia, não é nada para filosofar sobre o universo é só entretenimento mesmo. Ele tem drama, diversão, muito amor e algumas surpresas.

Leitura #03 - Métrica - Collen Hoover

Leave a Comment






Título: Métrica (Slammed #1)


Autor: Collen Hoover
Editora: Galera Records
Avaliação: 5/5

Métrica nos traz a historia de Lake, uma menina que acaba mudando de casa, estado e consequentemente de vida após a morte de seu pai. Ela, sua mãe e seu irmão mais  novo começam essa difícil etapa na vida que é viver com o  luto.
Assim que chegam na nova casa ela conhece Will, seu vizinho lindo e seu irmão mais novo Caulder, que assim que avista Kel ( o irmãozinho de Lake) se tornam melhores amigos. Esses vizinhos  vão ajudar essa família a superar essa fase tão delicada. 
Lake e Will de cara já se sentem atraídos, e Will a mostra um mundo diferente, cheio de poesia e emoção, ele a apresenta ao Slam,  um tipo de concurso de poesia que tem nos EUA, ela fica encantada, mas nem tudo são flores e alguns problemas aparecerão para atrapalhar os pombinhos.

Não quero contar muito da história para não ser estraga prazeres,e tenho a impressão de que nada que eu diga vá ser digno desse livro, ele é tão sensível, tão tocante.
Eu tinha lidos algumas resenhas dizendo que as poesias eram lindas, e como uma boa curiosa que sou fui dar uma espiadinha..... Me decepcionei bastante, tinha achado bem nada a ver e não consegui achar a emoção da coisa.
E por incrível que pareça acho que foi a melhor coisa que eu fiz. Eu sei que é estranho, mas não fiquem confusos, é isso mesmo e eu vou explicar. Quando rola muita mídia sobre um livro dá aquele medinho básico que não seja essas coca cola toda não? Pois é, minhas expectativas estavam la em cima
e o medo da decepção também. Então quando li e não curti muito as poesias já achei que não ia gostar e comecei a ler sem esperar de mais dele. E foi maravilhoso, sem duvida foi a melhor leitura de 2013.
Ele te toca de um jeito diferente, ao mesmo tempo que te deixa triste te deixa feliz também. Quando comecei a ler fui percebendo que cada poesia é contextualizada, por isso não vi nada demais, cada uma tem uma história especifica para cada momento e personagem, não são aquelas poesias que servem para qualquer momento à qualquer pessoa.

Apesar de não encontrarmos muitos personagens eles são bem marcantes, os pequenos Cauder e Kel são as estrelinhas, super divertidos e fofos, eles dão um equilíbrio por serem tão divertidos em uma trama tão dramática. 
Eddie, a sua  amiga (é eu sei,caraca que nome de mulher é esse?) é super divertida e tem também sua dose de drama na vida. Júlia, a mãe de Lake vai nos mostrando no decorrer dos fatos a sua força, apesar de tudo é uma super mãe, sempre fazendo as loucuras que seu filhinho quer, dando seus conselhos, é aquela mãezona mesmo..
Lake é uma protagonista sem muito mimimi, ela tem seus momentos mas eu consegui entender. E Will é de longe o esteriótipo de mocinho que eu gosto, ele é muito certinho e "manso".....kkkkkkk.....eu sei que é uma palavra meio esquisita para qualificar alguém, mas não consegui achar nada melhor, quem ler o livro vai entender, em vários momentos eu desejei que ele tivesse uma "pegada" maior.Mesmo sendo deste jeito ele me conquistou, não sei se existe um homem assim tão sensível, mas foi uma delícia conhecê-lo.

Nem tudo são maravilhas nesse livro, achei o final  apressado demais, me senti assistindo aquelas comédias românticas da sessão da tarde onde tudo se arruma na ultima cena, na minha opinião ficou corrido. Teve também algumas "coincidências" que forçaram um pouco.

Apesar dessas considerações eu dei a nota máxima pelo tanto que o livro me surpreendeu e mexeu comigo, ele é cheio de clichês, mas ao mesmo tempo é diferente. A vida real também é cheia de clichês, não? Acho que é meio difícil escrever um romance sem nenhum.
Mais que recomendo! E esperando ansiosamente pela continuação Pausa.

Seque a baixo um vídeo de Slam, está em inglês mas dá para ter uma ideia.




Tecnologia do Blogger.